[slideshow] Uma boa conceituacao de simulação de organizações internacionais e a que busca ser academicamente rigorosa, sendo considerada como um laboratório das ciências sociais, especialmente relacionando-se com diplomacia, ciência política, política internacional eCentro de decisao geopolitica direito. Assim como os laboratórios das ciências exatas permitem aos estudantes presenciar, praticar, e experimentar as teorias e idéias, os modelos de organizações internacionais fazem o mesmo com as ciências sociais. Seus participantes são obrigados a lidar com resolução de conflitos e negociação por meios diplomáticos, exercendo a oratória e dinâmicas de grupo. É também uma oportunidade de estabelecer redes de contatos com outros participantes de outras localidades ou países e de formações acadêmicas variadas. Em sua maioria, os organizadores são oriundos dos cursos de relações internacionais e direito, embora também participem estudantes de economia, sociologia, jornalismo e de outras formações universitárias das mais variadas.

Um modelo de organizações internacionais é a simulação, geralmente anual com duração média de cinco dias, realizada por estudantes secundários ou universitários, de organismos das Nações Unidas ou de outras organizações internacionais, como a OEA, Organização dos Estados Americanos.

Conferências deste tipo ocorrem em diversos lugares, estimando-se que existam mais de 400 simulações por ano ao redor do mundo. Os modelos são uma alternativa para o aprendizado tradicional, unindo a prática com a teoria das relações internacionais (ou política internacional), ensinando práticas parlamentares e conceitos de civismo.

Comecei a estudar modelos de simulacao ha 11 anos atras quando estudei o modelo da PUC-Minas e depois o de Viena (VIMUN) e de Harvard (HMUN). Em 2007 fui com dois alunos do ensino medio para o Vimun, fomos premiados como Best speaker. Neste inicio de 2011 estou com 25 alunos para simular o modelo  de HARVARD (HMUN).

(Visited 64 times, 1 visits today)